terça-feira, 5 de abril de 2011

Leitura Literária

         Dona Sofia é uma senhora muito especial e simpática. Professora aposentada, mora sozinha e adora ler, especialmente poesia. Tanto que decorou todas as paredes de sua casa com os poemas de que mais gosta, para que não ficassem escondidos nos livros e ela pudesse relê-los a qualquer momento. Quando não havia mais espaço nas paredes, resolveu fazer cartões poéticos que seu amigo, o carteiro Ananias, passou a distribuir entre os moradores da cidade. Aos poucos, a poesia vai tomando conta da vida de todos, descortinando um mundo secreto, repleto de sabedoria, luz e sensibilidade. O livro, como as paredes da casa de Dona Sofia, também é todo 'ilustrado' com muitos poemas de diversos autores, despertando no leitor o desejo de conhecer mais esse universo tão rico de imagens e sonoridades. Um trabalho artístico delicado, que convida a ler e reler, inúmeras vezes, sempre descobrindo novos detalhes. 

"Na mais alta colina entre as colinas que guardam a cidade, existe uma casa diferente de todas as outras, com paredes decoradas com poemas. Não haveria quem não pudesse dizer que ali as paredes recitavam, cada canto vivo cuidado com emoção e a caligrafia em estilo que só Dona Sofia sabia... Mas, anos sempre em marcha, a velha percebeu que ficaria sem espaço para escrever os versos que tanto amava.
Com letra de caprichosa moça, a professora aposentada decidiu-se pelos cartões poéticos — prensando flores sobre o papel, colhendo palavras com sua florida caligrafia — endereçando-os a todos os moradores da pequena cidade... Eis então que a ajuda de Seu Ananias seria de grande valia e entra, em cena, o protaganista desta renda palavra&imagem que André Neves teceu: a história do carteiro e da amorosa leitora de poetas. E um dia chega e ele próprio recebe um cartão..."
NEVES, André. A caligrafia de Dona Sofia. Editora Paulinas, 2006.

Nenhum comentário:

Postar um comentário